Blusa high-tech apresenta imagem subliminar

Publicado: 05/08/2007 em Tecnologia
Tags:, , , , ,

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL82569-6174-6181,00.html

Tecnologia utiliza camada que não é vista por olho humano, apenas por câmera digital. Novidade poderia ser utilizada em roupas, cartazes e filmes.

 

A empresa kameraflage resolveu aproveitar a grande utilização das câmeras digitais, cada vez mais presentes do dia-a-dia das pessoas — principalmente com a sua inclusão em telefones celulares — para apostar em mensagens que só podem ser vistas através do aparelho.

Isto é possível porque as câmeras digitais vêem um espectro da luz mais amplo que os olhos humanos. Ao colocar conteúdo em uma blusa, por exemplo, em uma segunda camada nessas cores invisíveis para o olho, a câmera digital consegue registrar a imagem.

Um exemplo de aplicação está no vestuário -– mensagens e desenhos escondidos podem ser aplicados nas roupas, aparecendo apenas quando vistos através de uma câmera digital. Segundo o site da empresa, a aplicação dessa camada invisível pode ser muito utilizada por pessoas que usam uniformes para trabalhar e estudar, por exemplo, mas querem impor alguma característica pessoal à roupa. Qualquer câmera digital, sem necessidade de software ou adaptação, pode registrar as imagens escondidas.

Divulgação

Aplicando a técnica em filmes, por exemplo, seria possível mostrar legendas apenas para as pessoas que desejassem. Bastaria que essas utilizassem o visor da câmera para ver as imagens –- algo um pouco incômodo, mas que permite que diversas pessoas vejam juntas um filme de maneira diferente. Sem a câmera, nenhuma legenda apareceria e o filme continuaria igual.

A propaganda também pode se beneficiar. Alguns locais, como museus e localizações históricas, não podem ter anúncios nem marcas. Com a kameraflage, esses dados ficariam invisíveis e não alterariam a paisagem, aparecendo apenas na câmera digital para atingir o público –- esta possibilidade pode ser um pouco controversa, por “poluir” as fotos, e ainda precisa ser estudada e desenvolvida.

A aplicação mais viável parece ser mesmo no vestuário, algo mais pessoal. O primeiro protótipo foi apresentado por uma modelo na Semana de Moda de Paris, em 2006, e a empresa planeja divulgar outros desenhos em breve.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s